04
Ago 10

 

Desde que o iPhone saiu, que tenho de admitir que nunca tive o mínimo interesse em possuir tal coisa, nunca mesmo.

 

Nunca senti a falta das suas aplicações, de nada.

 

Mas...

 

No outro dia, ofereceram-me um -OBRIGADA, PAAAAAAAAAI ! (O meu pai é todo tecnologias, então está sempre a pôr me a par das mesmas, dando-me IMENSOS telemóveis) - e, tenho de admitir que, agora, não me imagino sem o iPhone.

 

Pode-se dizer que a minha alma foi recolhida por este delicado aparelho (bem, nem por isso, visto que foi comprado na versão mais machona, todo preto, e com uma capa preta. Mais uma vez, obrigada, pai. Mas desta vez foi um agradecimento irónico. Desculpa, pai.)

 

Epá, é que é simplesmente tão útil e tão inútil ao mesmo tempo, por exemplo, a aplicação iDrag:

 

 

Para que é que eu preciso de uma aplicação para desenrolar um rolo de papel higiénico? Para nada, não é. No entanto, tenho de o ter, e não me sinto totalmente feliz sem o mesmo, é tão querido e interessante... Ver o rolo... A desenrolar... E desenrolar... (E no outro dia bati o meu recorde de 12 segundos, com 10,4 segundos )...

 

Mas, o que realmente me fez render aos encantos do iPhone foi mesmo... O SketchBook:

 

 

Nunca uma aplicação me deixou com tanta vontade de desenhar.

 

Eu sempre gostei muito de fazer desenhos e isso tudo, mas ultimamente andei meio desanimada, mas quando experimentei este programa, todas as minhas veias artísticas começaram a saltar, que nem ratos de circo (ainda há circos com ratos? Há uns tempos vi uma reportagem sobre isso, e também apareceram uns no filme da Coraline, se não me engano - Filme excelente, btw, para crianças mas bem interessante).

 

Enfim, se algum vizinho também tem o iPhone, e gosta de desenhar, aconselho vivamente a aquisição desta aplicação (e a versão para computador também, da qual eu irei falar mais tarde), nem que seja a versão lite que, apesar de não ter todos os tipos de pincéis, é muito boa à mesma. Digo isto de experiência, visto que só depois de experimentar a versão Lite é que comprei a completa.

 

Bem, eu podia falar muito mais do iPhone, mas acho que já toda a gente sabe sobre as coisas básicas do mesmo, por isso decidi só partilhar as coisas que me salientaram no iPhone, de modo a não chatear ninguém por aqui

publicado por Podem tratar-me por vizinha... às 12:40

Eu tenho um ipod touch... E tb tenho essa do rolo de papel higiénico... É tão estupido e engraçado....
TC a 14 de Novembro de 2010 às 11:32

Eh Vizinha!!!! Que sortuda!!!!
Moleskoiso a 23 de Outubro de 2011 às 22:12

"-Epá, se não fosse pelos bonecos no cabeçalho, eu nunca passava por esta espelunca!"

mais sobre mim
Caixa de correio...
e-mail
Toca a enviar Méles à Vizinha!
pesquisar neste blog
 
Posts mais comentados